Pastor se veste de diabo para cobrar dízimo em terreiro de Umbanda

     Frequentadores do Terreiro de Mãe Anú, em Belo Horizonte, denunciaram em uma rádio local que foram assediados por um pastor dentro do próprio terreiro durante um culto neste fim de semana. 

     Quem pensa que se tratava de algum tipo extremamente sem noção de tentativa de conversão ou descarrego se engana. De acordo com a denúncia, o pastor estava trajando uma fantasia de demônio e abordando os presentes com o intuito de cobrar “dízimos”. “Ele apareceu enquanto as entidades estavam se incorporando. 

     Eu mesmo me assustei quando vi aquilo”, disse uma testemunha. Altamiro “de Cristo”, pastor da Igreja Setentrional do Evangelho Cotidiano, foi reconhecido ao ter sua máscara arrancada por um dos frequentadores antes de fugir do local. “Apesar da injúria, não quisemos fazer nenhum tipo de queixa na delegacia. 

     Achamos que simplesmente divulgar seu preconceito tão burro e estilizado já seria punição suficiente. Quem tem que denunciá-lo são os fiéis que o seguem, por charlatanismo”, afirmou um dos médiuns do terreiro.